5 vezes que o BTS se inspirou na mitologia grega

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Vamos descobrir as 5 vezes que o BTS se inspirou na mitologia grega, relembrando os temas que aparecem nas suas músicas!

Abreviação de Korean Pop, o K-Pop é um gênero musical sul-coreano que recebeu influência de estilos do mundo todo. A experimentação ajudou a modernizar a cena musical na Coreia do Sul, criando assim uma cultura que reúne legiões de fãs. Mas as influências vão muito além da música.

A mitologia grega, com todo seu romance, drama e aventuras heroicas, têm sido uma fonte muito rica para o K-Pop. Isso fica bem claro, por exemplo, na obra do BTS (Bangtan Boys). A boy band começou a se formar em 2010 e hoje reúne sete artistas: RM, Jin, Suga, J-Hope, Jimin, V e Jungkook. Conforme veremos, os meninos do BTS reinterpretam os mitos gregos como muita criatividade, dando um toque único a eles.

1) Ícaro

Blood Sweat & Tears” é um clipe com muitas camadas. Nele, há alusões à arte clássica e aos mitos, mas a grande inspiração vem de uma lenda em particular: a fábula de Ícaro.

Ícaro era filho de Dédalo. Eles foram presos no labirinto em Creta, mas fugiram graças aos pares de asas que Dédalo fez. Antes, no entanto, o pai disse ao filho que não chegasse muito perto do Sol. Mas o vaidoso Ícaro ignorou o aviso e subiu cada vez mais alto. Então, o calor desfez a cera da armação, as asas se desmancharam e ele caiu.

O cenário do clipe é uma galeria de arte. A primeira alusão à fábula de Ícaro é a cena em que Suga cobre os olhos de Jimin, diante de “O Lamento por Ícaro” (1898). Nessa pintura de Herbert James Draper, Ícaro está morto, cercado por ninfas aos prantos. Sobre o quadro há um letreiro de neon, onde se lê The Tempter (“O Tentador”, ou seja, quem se expõe a grande risco, quem cai em tentação).

Boa parte das cenas com Jungkook ocorre diante dessa pintura. Por exemplo, a que ele flutua, rodeado de penas. A imagem sugere que o menino é Ícaro, as asas se desmanchando conforme ele cai.

Além da estátua de mármore com asas negras, outra alusão é a cena em que V pula da sacada. Portas se abrem e V olha para trás, sorrindo em tom desafiador, e então pula. O plano de fundo é o quadro “Paisagem com a Queda de Ícaro” (1560), atribuído a Pieter Bruegel, o Velho.

Por ser uma fábula, isto é, uma história com fundo moral, o mito de Ícaro serve de metáfora. A mensagem dos Bangtan Boys é que, embora o amor possa custar tudo (sangue, suor e lágrimas), eles estão prontos.

2) A Caixa de Pandora

Fake Love” é uma faixa do álbum Love Yourself: Tear (2018). No primeiro teaser, os Bangtan Boys trocam objetos (seus medos) por outros que simbolizam atitudes positivas. Jungkook é o único que não faz a troca, mas abre uma caixa e de dentro tira uma chave. Com ela, o garoto entra numa sala misteriosa, onde acha um estranho encapuzado.

O ato de abrir a caixa remete à Caixa de Pandora. É o que sugerem fãs do BTS, que estudam mitologia grega para pescar as alusões. Conforme a lenda, Pandora foi a primeira mulher. Muito curiosa, ela abriu um pote de cerâmica que não deveria ser aberto. Por conseqüência, deixou escapar todas as desgraças do mundo: a fome, a doença, a solidão, a morte… Só restou a esperança lá dentro. De acordo com teorias de fãs, ao mesmo tempo em que recebe a chave, Jungkook estaria aceitando seu papel de escolhido, a única ”esperança” dos demais.

3) Dioniso

Sem dúvida, a canção “Dionysus”, do álbum Map of The Soul: Persona (2019), é uma das inspirações mais óbvias do BTS na mitologia grega. A faixa tem o nome do deus do vinho, das festas e do delírio místico. Também conhecido como Baco, Dioniso simboliza o prazer, a diversão e a libertação de todas as coisas. A canção evoca aspectos desse deus e se refere diretamente a ele. RM abre o primeiro verso, com a letra:

“Basta ficar bêbado como Dioniso, bebida em uma mão, tirso na outra” (“Just get drunk like Dionysus, drink in one hand, thyrsus in the other”).

O tirso é uma vara de erva-doce, coberta de videiras e folhas de hera. Símbolo da fertilidade, nunca saía de uma das mãos do deus. Na outra, não surpreendentemente, ele levava um cálice de vinho.

A canção põe a arte e o álcool no mesmo patamar. Por isso, os meninos do BTS pedem a seus fãs que “bebam tudo e se apaixonem por esse artista doido” (“drink it all up, and fall for this crazy artist“). Desse modo, ao celebrarem a vida como uma grande festa, celebram tudo o que o deus significa: a bebida, a festa e a loucura que fazem a vida valer a pena.

4) Dionisíacas Urbanas

O vídeo promocional do Golden Disc Awards, de 2020, que abre a apresentação do BTS, fez várias alusões a Dioniso. Sobretudo na sequência inicial, em que o tirso, a coroa e as uvas jazem na areia do deserto. Em seguida, mostra os meninos um de cada vez, como personificações dos deuses gregos.

Não por acaso o vídeo se chama “City Dionysia Begins”, isto é, “Dionisíacas Urbanas começam”. Na antiga Grécia, as Dionisíacas eram grandes festas para honrar o deus do vinho. Ricamente elaboradas, elas ocorriam em Atenas em várias partes do ano, com performances e apresentações teatrais. Aliás, é muito oportuno que uma banda performática como o BTS se volte para esse personagem da mitologia, pois ele também era o deus do teatro.

5) Narciso

Fãs também apontam uma forte conexão entre V e Narciso no trailer de Love Yourself: Tear (2018). Nele, o menino estrela o solo “Singularity”.

Nos mitos gregos, Narciso era um rapaz muito bonito. Embora despertasse a paixão de homens e mulheres, ele se tornou insensível e passou a desprezar o amor. Como resultado, a deusa Nêmesis o amaldiçoou por causar dor e desilusão a tanta gente, fazendo com que se apaixonasse pelo próprio reflexo na água. Em um dia quente, logo depois de uma caçada, Narciso se debruçou sobre uma fonte. Nela, viu seu lindo rosto e não surpreendentemente se apaixonou. Então, incapaz de entender e quebrar a atração que sentia por si mesmo, acabou morrendo.

A água é um elemento de destaque no clipe, bem como na letra. A piscina de água rasa, onde V encara seu reflexo, faz alusão à fonte de Narciso. O menino parece inegavelmente vidrado na própria imagem.

“De repente, corro para o lago, meu rosto está ali (“I suddenly run to the lake, there’s my face in it”)

“Sobre o lago de inverno, fui jogado” (“Over the winter lake, I was thrown”)

“Eu me joguei no lago” (“I dumped myself into the lake”).

No clipe, ainda que nas entrelinhas, V representa o narcisismo (estado de quem se absorve excessivamente com seu próprio eu). Da mesma forma, no momento em que vemos o menino dançar com o casaco no cabide, ele parece dançar consigo, sozinho, mas com fascínio aparente.

A lista acaba aqui, mas, sem dúvida, as alusões do BTS à mitologia grega não param nesses 5 exemplos.

Referências

Dicionário de mitologia grega e romana (2011), de Pierre Grimal.

Como citar este artigo? (ABNT)

REIS FILHO, L. 5 vezes que o BTS se inspirou na mitologia grega, Projeto Ítaca. Disponível em: https://projetoitaca.com.br/5-vezes-que-o-bts-se-inspirou-na-mitologia-grega/. Acesso em: 04/07/2022.

Lucio Reis Filho

Lucio Reis Filho

Historiador, professor e escritor. Tem Doutorado em Comunicação (Cinema e Audiovisual) e especialização em Estudos Clássicos.
Lucio Reis Filho

Lucio Reis Filho

Historiador, professor e escritor. Tem Doutorado em Comunicação (Cinema e Audiovisual) e especialização em Estudos Clássicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relacionado