Os três reinos míticos em AC Odyssey

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Conforme vimos antes, a DLC “O Destino de Atlântida” abre três reinos míticos, mundos alternativos que existem simultaneamente o “real” (o mundo grego do período clássico). Os objetivos são realizar provas lendárias e descobrir os segredos da “Primeira Civilização”, isto é, dos poderosos Isu (que existiram antes dos humanos). Assim, o jogador vai conhecer mais sobre a história de AC Odyssey. Neste artigo, vamos descobrir que reinos são esses e como eles aparecem não só no game, mas também na mitologia grega.

1. Campos de Elísio: o primeiro dos três reinos

O primeiro dos três reinos, palco da parte um da DLC, é a utopia conhecida como Campos de Elísio. Na história alternativa do game, ele era um reino Isu, posteriormente descrito pelos gregos como uma das moradas da vida após a morte. Um presente de Hades para sua esposa Perséfone, seu acesso era exclusivo às pessoas mais honradas. A rainha podia moldá-lo ao seu gosto, mas o reino acabou se tornando a sua prisão.

Panorama dos Campos de Elísio, o primeiro dos reinos míticos. A vista aérea mostra um paraíso com vegetação mediterrânica, rochedos pontiagudos, lagos e flores. O reino é uma ilha flutuante cercada de cachoeiras eternas.
Foto capturada em 03/05/2020. Detalhe: no canto inferior à esquerda, quase centralizado, há um Easter-Egg: o símbolo da Ubisoft formado por uma espiral de flores.

Os Campos de Elísio têm a proteção dos guardas Isu, a milícia de Perséfone, e dos Colossos, estátuas que ganham vida caso o jogador as desperte (cuidado!). Fortes e poderosos, os Colossos lançam raios e podem se teletransportar. A inspiração para seu design certamente vem do Deus do Cabo Artemísio, estátua de bronze com cerca de 209 cm de altura recuperada de um naufrágio romano em 1928. Ela pode ser uma representação tanto Zeus quanto Poseidon, já que o objeto em sua mão sumiu e ninguém sabe se era um raio ou um tridente.

À esquerda: Colosso, guardião dos Campos de Elísio. À direita: Estátua do Deus do Cabo de Artemísio.

Na mitologia, Elísio era a morada eterna dos homens virtuosos. Com efeito, os antigos gregos o separavam em dois reinos. O primeiro era a ilha paradisíaca dos heróis míticos. O segundo era um reino do submundo; entre ele e as trevas do Hades havia o rio Lete. Seus verdes campos eram uma promessa aos iniciados nos Mistérios, pois suas vidas eram de virtude. No game, Elísio é uma ilha flutuante, cheia de flores, árvores e montes, com cidades apinhadas na rocha e uma queda d’água sem fim ao seu redor.

2. Mundo Inferior

Panorama do Mundo Inferior (Hades). Uma passagem entre duas rochas negras leva a uma estátua do deus do mundo dos mortos, sobre uma base de pedra. O sol está baixo, alinhado com a cabeça da estátua, no céu de névoa eterna.
Imagem capturada pelo autor em 15/05/2020.

Parte dois da DLC O Destino de Atlântida, “Tormento de Hades” leva o herói a uma descida aos Inferno. Na história do game, o Mundo Inferior era um reino Isu governado por Hades, depois considerado pelos gregos como o reino pós-vida. Quem guarda o portão do submundo é Cérbero, claro, o enorme e feroz cão de três cabeças.

Na mitologia, o Mundo Inferior é o reino dos mortos, lugar vasto e sombrio onde as almas têm o descanso eterno e voam errantes sobre a terra morta. Os poetas homéricos não conheciam os Campos de Elísio ou o Tártaro (prisão cósmica), de modo que todas as “sombras” – de heróis ou vilões – terminavam nas trevas do Hades. Este, aliás, também era o nome do deus dos mortos. Governando o Mundo Inferior com punhos de ferro, Hades não deixava que seus súditos voltassem ao plano dos vivos. Sua esposa Perséfone, não menos cruel, reinava ao seu lado.

3. Atlântida: o último reino

Panorama de Atlântida, o último dos reinos míticos. A vista aérea é de uma metrópole construída sobre o mar, com pontes largas, ilhas artificiais e edificações de mármore branco.

Na mitologia do game, Atlântida era uma cidade antiga, porém avançada, dos Isu. A sua criação data da Primeira Civilização. Ela deveria ser um repositório do conhecimento desse povo, bem como lugar de existência pacífica entre os Isu e os humanos. Antes da sua destruição, quem a governava era o deus Poseidon. As ruínas da cidade jazem no fundo no Mar Egeu, na Grécia. Tudo isso você pode descobrir na DLC.

A princípio, Atlântida era governada pelo Isu Atlas, mas seu ganancioso pai, o rei Poseidon, o destronou. Assim, Atlas e seus nove irmãos ficaram com cargos menores na administração pública. Em seguida, Poseidon criou um sistema de ciclos que previa a destruição e a reconstrução da cidade a cada sete anos. Nos mitos, Atlas é o Titã que leva o mundo nas costas e não tem relação com o deus dos mares.

Personagens lendários e onde habitam

Os personagens míticos têm papel de destaque na DLC O Destino de Atlântida. Um dos principais é Perséfone, que aparece como uma rainha tirânica. Na mitologia, como vimos, ela é esposa de Hades e deusa do Mundo Inferior. Filha de Zeus e Deméter, de acordo com a versão mais comum da lenda, ela foi raptada por Hades (irmão de Zeus e seu próprio tio) enquanto colhia flores nos campos da Sicília. Posteriormente, Perséfone se apaixonou pelo belo Adónis (outro personagem da DLC), que se viu obrigado a dividir o tempo entre a terra e o submundo.

Hécate, por sua vez, é até hoje uma deusa misteriosa, pois não tem seu próprio mito. Em geral, suas funções e atributos a definem mais do que as lendas nas quais aparece. Com o passar do tempo, no entanto, ela ganhou a reputação de deusa responsável pela magia e pelos feitiços. Por estar ligada ao reino das sombras, atribuiu-se a ela a invenção da feitiçaria. Ao lado de Perséfone, Hécate é uma das deusas associadas à passagem para o Elísio. No game, ela é aliada e rival da rainha do submudo.

Referências

Dicionário de mitologia grega e romana (2011), de Pierre Grimal.

Para saber mais sobre a estátua do Cabo Artemísio: https://www.brown.edu/Departments/Joukowsky_Institute/courses/greekpast/4919.html (em inglês).

Como citar este artigo? (ABNT)

REIS FILHO, L. Os três reinos míticos em AC Odyssey, Projeto Ítaca. Disponível em: https://projetoitaca.com.br/os-tres-reinos-miticos/. Acesso em: 04/07/2022.

Lucio Reis Filho

Lucio Reis Filho

Historiador, professor e escritor. Tem Doutorado em Comunicação (Cinema e Audiovisual) e especialização em Estudos Clássicos.
Lucio Reis Filho

Lucio Reis Filho

Historiador, professor e escritor. Tem Doutorado em Comunicação (Cinema e Audiovisual) e especialização em Estudos Clássicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relacionado